Após ter seu maior pico de jogadores simultâneos em janeiro de 2018, PlayerUnknown’s Battlegrounds vinha tendo quedas consecutivas nesse número por longos 10 meses. No entanto, o título deu novos sinais de recuperação com sua base de jogadores simultâneos voltando a crescer.

Em janeiro de 2018, “PUBG” teve pico de 3,2 milhões de jogadores simultâneos. Desde então, a base de jogadores do game vinha diminuindo ao ponto de durante o último mês não passar de 895 mil jogadores simultâneos. Entretanto, em novembro, o título viu um aumento de 7% nesse valor, chegando ao pico de mais de 1 milhão de players jogando ao mesmo tempo. Essa é a primeira vez que o título registra um aumento em sua base de jogadores desde janeiro.

O crescimento na base de jogadores do game pode ter relação com os últimos conteúdos lançados, incluindo novo Survival Pass, reformulação de alguns sistemas de jogo e outras melhorias.

Muito desse ressurgimento tem a ver com o lançamento do novo mapa de neve, Vikendi, que está indo bem com os jogadores. Há também um novo Survivor Pass, que se mostrou popular. Também vale a pena mencionar o sistema de pára-quedas reformado, que permite deslizar ou mergulhar durante a queda livre, além de permitir que você corte o paraquedas antes de atingir o solo e, se for preciso, aterrissar em uma janela. Isso não parece grande coisa, mas tem sido descrito como uma mudança significativa por jogadores do PUBG.

A narrativa popular é que a PUBG, diante da espantosa popularidade do jogo rival Fortnite, morreu em 2018. Mas continua sendo o jogo mais popular da Steam, e a versão mobile é incrivelmente popular na Ásia.

É claro que o PUBG tem um longo caminho a percorrer antes de alcançar suas glórias passadas, e pode nunca voltar àquela incrível quantidade de jogadores simultâneos, mas pela primeira vez em um tempo, o PUBG parece estar em alta.

Via Eurogamer.net